Polícia Civil prende diretor da Câmara de Vereadores de Tijucas

0
1199

Polícia Civil prende diretor da Câmara de Vereadores de Tijucas por peculato A Polícia Civil, por meio da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), deflagrou, nesta sexta-feira, 11, em Tijucas e Curitiba, a segunda fase da Operação Iceberg que apura crime de peculato praticado por servidores e vereadores da Câmara Vereadores de Tijucas. Foi cumprido o mandado de prisão temporária do diretor da Câmara. O preso está sendo investigado pelo recebimento de diárias em cursos que supostamente não eram realizados. Seriam crimes ocorridos desde 2013.

Segundo o Delegado de Polícia Civil Walter Watanabe, da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio Público (DCCPP), que está com a investigação, o diretor da Câmara seria um dos que fez o curso, inclusive há indícios de que foi o que mais recebeu diárias neste ano. Os valores ainda não foram todos mensurados. Foram cumpridos mandados na Câmara de Tijucas e num estabelecimento em Curitiba, este último local era onde estariam sendo realizados os cursos.

Foram apreendidos computadores, celulares, balancetes contábeis e certificados de cursos. As investigações estão sendo realizadas pela da Deic há aproximadamente um ano, sob responsabilidade da DCCPP. A operação recebeu o nome de Iceberg em razão da suspeita de outros servidores e vereadores relacionados com as condutas criminosas. A primeira etapa da Operação Iceberg foi em 7 de agosto deste ano. Após o interrogatório do diretor da Câmara, ele foi liberado, pois, segundo Watanabe, não subsistiam mais os motivos da prisão dela para a investigação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here