GUERRA FAMILIAR POR PODER E DIVISÃO DE LUCROS GERA CONFLITOS DE INTERESSES E PODE IMPLODIR COM GESTÃO NILZA SIMAS

0
145

A empresa (AP) Empreendimentos, fundada por Lindomar Pasqualotto em Itapema, tem sido alvo de inúmeros processos na justiça.

A demanda entre irmãos, pai e filho foi parar na justiça. As acusações são graves e merece atenção para alguns recortes da fala de Lindomar (PAI) contra o “filho” Alcino, das suspeitas de atos ilícitos que pode apontar para a Gestão do governo Nilza Simas.

Em extensas reportagens, Lindomar (pai) vem afirmando que muitos de seus apartamentos (AP) Pasqualotto foram vendidos sem o devido registro de incorporação.

Outro ponto, citado por um jornal da região, que inclusive, contratos relacionados a prefeitura, fazendo referência a terraplanagem de área e a ausência de fiscalização por parte do governo de Itapema.

Esta denúncia encontra guarida e suporte, uma vez que outras duas construtoras, responsável por várias obras em andamento em Itapema, é alvo de denúncias por suspeitas de estar comercializando apartamento de alto padrão sem se quer ter projeto aprovado na Prefeitura.

Em várias diligências realizadas como solicitação de BCI, de projetos e de incorporação, o governo de Itapema responde por meio de documentos oficiais que não existem projetos.

Na busca ao cartório de registros, um dos autores da denúncia, constatou que o projeto denunciado não tem registro de incorporação, R.I, bem como de projeto de ambos empreendimentos.

As denúncias chegaram ao jornal após a utilização de uma motosserra para devastar áreas consideradas sensíveis, próximo das margens da BR101 e às margens de Rio Bela Cruz.

Outro ponto a destacar, os supostos imóveis estão à venda em vários sites oficiais de imobiliárias de Itapema, dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso.

Em diligências realizadas nas imobiliárias os produtos  estão a venda e muitas delas informaram ter vendido unidades nestes dois empreendimentos às margens da 101BR.

Um grupo de anônimos contatou a nossa redação, aventou-se a  possibilidade de empreender um abaixo assinado para provocar uma CPI para apurar contratos e inúmeras obras sem projetos e incorporação em Itapema, sobretudo, apurar os cerca de mais de 500 milhões de reais em obras inacabadas no município, exemplos; ponte da 306, licitação irregular e sem licenciamento, molhes, assoreamento dos rios, dispensa de licitação para obra do ginásio, suspeita de direcionamento de licitação para gestão hospitalar da UPA. O em suposto conluio para permitir obras sem projetos e incorporação, dentro desta constatação resta refletir sobre a bolha e as expectativas criadas para atrair investidores para um mercado virtual de imóveis que só existe no papel e com a suspeita da chancela dos poderes fiscalizador do governo Nilza Simas.

“cabe uma olhado de lupa de perto nesta história de que o inquérito no MP não foi arquivado e aguarda movimentações para o pronunciamento a Justiça, segundo dito por Lindomar Pasqualotto, conforme noticiado em jornal de Tijucas”

José Santana

https://jornalrazao.com/geral/lindomar-pasqualotto-denuncia-o-proprio-filho-golpe-no-mercado-imobiliario